Aprenda a fazer um pudim impecável

O doce tradicional é o favorito dos almoços em família e, apesar de ter uma receita muito simples, algumas recomendações básicas podem fazer toda a diferença para um pudim gostoso se transformar em um pudim perfeito.

Difícil achar quem não goste de pudim de leite condensado. O doce tradicional é o favorito dos almoços em família e, apesar de ter uma receita muito simples, algumas recomendações básicas podem fazer toda a diferença para um pudim gostoso se transformar em um pudim perfeito. Confira a seguir:

Ingredientes:

– 6 colheres de sopa de açúcar

– 1 lata de leite condensado

– 1 lata de leite (mesma medida do leite condensado)

– 3 ovos

Modo de preparo:

– Em uma fôrma de pudim (20 cm de diâmetro), coloque as colheres de açúcar e leve ao fogo médio para preparar a calda. “Após o açúcar ficar com uma cor caramelo claro e com os torrões dissolvidos, coloque um pouco de água quente e mexa”, explica o chef Marcos André, proprietário da loja Senhor Pudim, em Moema. Nessa primeira etapa, tome muito cuidado para a calda não cozinhar tempo demais, pois ela pode ficar amarga.

– Depois de pronta a calda, vá virando a fôrma para que ela se espalhe pelo fundo e pela lateral da mesma. Reserve.

– Em outro recipiente, bata bem o leite condensado, o leite e os ovos e deixe a massa descansar por 15 minutos. Se você prefere o pudim bem lisinho, opte pelo batedor manual. Já se gosta dos furinhos use um liquidificador por alguns minutos, pois ele adiciona ar à massa durante o batimento, que fica preso na hora de assar, dando origem aos furos.

– Com a ajuda de uma colher, segure a espuma que se formou na superfície e despeje a massa na fôrma onde está a calda.

– Com um papel-alumínio na parte superior (sem encostar na massa) para evitar a formação de uma crosta, leve ao forno médio (180° C) por uma hora e meia. A temperatura também é essencial para definir se o pudim terá ou não furinhos – um pudim sem furinhos pede uma temperatura baixa, enquanto um com furinhos é o oposto.

– Segundo o chef Marcos, não é obrigatório colocar em banho-maria, mas esse cuidado ajuda a garantir um cozimento mais rápido e uniforme do pudim. Se a água colocada for quente, entretanto, isso também colaborará para um resultado com furinhos.

– Ainda de acordo com o especialista em pudins, depois de assado o doce deve esfriar antes de ser levado para a geladeira, onde deve ficar em média 4 horas antes de ser servido.

– No momento de desenformar, o segredo para que o pudim não se despedace é esquentar um pouco a fôrma na chama do fogão para que a calda amoleça, passar uma faca sem ponta nas laterais e virar de uma vez sobre o prato. Assim seu pudim sairá perfeito, como deve ser.

(Foto: Senhor Pudim – por André Olivetto)

novos anunciantes